RSS

Longthorn Theme Skin

A sua coleção de skins para Windows Live Messenger vai ficar mais bonita com a Longthorn Theme Skin elaborada pela Messenger Labs. A skin é simples, mas ao mesmo tempo muito bonita. Ela não tem milhares de botões piscando nem sons desnecessários; é bastante objetiva com seus dégradés em tons de cinza formando um padrão quase metálico. Os botões também são muito objetivos, sem confundir o usuário.

Para instalar esta skin, você vai precisar ter o Messenger Plus! Live já instalado no seu computador. Feito isso, basta clicar no botão para download nesta página e baixar o arquivo PLSK. Quando aparecer a janela perguntando o que você quer fazer com o arquivo – salvar ou abrir – selecione a opção abrir e determine o Messenger Plus! Live para executar a skin no formato PLSK. Quando o download estiver concluído, aparecerá uma mensagem para instalar a skin no seu Live Messenger.

Prossiga normalmente, o programa fará o resto e reiniciará o seu Messenger. Quando ele voltar, já estará com a skin nova. Quando a skin já estiver aplicada e funcionando, você verá que além da cor padrão, os bonecos do Messenger que giram enquanto o login é feito são substituídos por efeitos gráficos de cores diferentes. Os botões de minimizar, maximizar, fechar e outros também estão diferentes nesta skin.

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 26, 2012 em Dicas Msn, Skin para Msn

 

Tags: , , , , , , , , ,

Remover um arquivo sem confirmação – Lixeira

Cansado de constantemente esvaziar a lixeira?
Você pode remover os arquivos, sem passar pela lixeira, de duas maneiras diferentes :

 

  • Método manual
  • Método automático

Método manual

A fim de não precisar confirmar a remoção de um arquivo, basta manter pressionada a tecla SHIFT durante a remoção e, eles serão removidos diretamente.

Método automático

Além disso, no Windows XP / Windows Vista, você pode desativar a seguinte mensagem de confirmação durante a remoção: <code>Tem certeza de querer mandar <nome do arquivo> para a Lixeira ?</ code>

Para isso, basta clicar, com o botão direito do mouse, na lixeira, clicar em Propriedades e desmarcar “Exibir o pedido de confirmação de remoção“. Validar clicando em OK.

Atenção, depois desta manipulação será mais difícil recuperar um arquivo removido por engano!

Fonte: http://pt.kioskea.net/faq/2184-windows-lixeira-remover-um-arquivo-sem-confirmacao

 

Tags: , , , ,

Image Resizer – redimensionar imagens

O Image Resizer permite redimensionar imagens com apenas alguns cliques. É uma ferramenta simples, gratuita e muito prática para redimensionar imagens sem na realidade ter que abrir nenhum programa.

Pode-se redimensionar quantas imagens se quiser, ao mesmo tempo.
Basta seleccionar as imagens que se quer redimensionar e clicar em Resize Pictures. O uso do Image Resizer é muito intuitivo o que torna a tarefa de redimensionar imagens uma tarefa bastante mais fácil.

O interface do programa é muito simples e acessível.
Os utilizadores do programa só têm que encontrar as imagens ou fotos que querem redimensionar,  clicar nelas com o botão direito do rato, e seleccionar “Resize Pictures” do menu:

Image ResizerEntão aparece uma pequena janela com opções para criar uma nova imagem com um tamanho pequeno, médio, grande:

Image ResizerTambém há uma opção para o utilizador introduzir a largura e altura pretendidas (basta clicar no botão Advanced, seleccionar a opção Custom -personalizado- e definir as dimensões).

Depois de seleccionar a opção desejada, uma cópia redimensionada da imagem é criada de imediato na mesma pasta aonde está o original. É realmente impressionante a rapidez e a eficácia deste processo.

Para além das opções de redimensionamento já descritas o programa oferece também uma opção para redimensionar a imagem original em vez de criar uma cópia redimensionada. Esta pode ser uma opção a considerar para quem não tenha muito espaço livre no seu disco rígido.

Este programa gratuito tem um interface incrivelmente simples e produz excelentes resultados. É mesmo aquilo que eu andava à procura. É mesmo aquilo que precisa quem tem que redimensionar imagens rapidamente para o seu blog, galeria de fotos, email, etc.

Escolha a versão do programa apropriada para o seu sistema operativo e faça o download:

  • Image Resizer (352K) – PowerToy da Microsoft para Windows XP
    Esta versão, é adequada para o Windows 95, 98, 2000, Millenium e XP
  • Image Resizer 2.1 (1206K) – (Para a versão 64 bits clique aqui)
    Esta versão é um clone para o Windows Vista e 7

 
fonte: http://comofazerumsite.com/blog/image-resizer-redimensionar-imagens/

 
 

Tags: , , , , ,

Como saber se alguém está roubando seu wi-fi? – II

É sempre chato quando você começar a utilizar a internet e percebe que ela está muito mais lenta do que o normal. Isto pode ser devido a uma série de razões, pode ser uma hora ocupada do dia (quando mais pessoas estão ligadas à Internet em sua área, mais lenta será sua conexão). Mas também é possível que alguém esteja conectado ao seu roteador wireless, roubando o seu wi-fi e diminuindo sua velocidade. Veja como saber:

 

    1. Olhe para o seu roteador. Dê uma olhada no seu roteador, existem várias luzes, geralmente um para mostrar que está ligado, um para mostrar que você está conectado à internet e a terceira luz que deve estar acesa é a do wireless. Se a terceira luz estiver parada quando todos os seus computadores estiverem desligados, você pode estar certo que ninguém está roubando sua internet neste momento e todos os problemas com rapidez são provavelmente culpa do seu provedor de acesso à internet. Não há nada que você possa fazer além ligar para eles e reclamar. (Mas continue lendo se você quiser saber como fazer seu wireless ficar seguro.)
    2. Se a luz estiver piscando, não se preocupe, há algo que você pode fazer sobre isso. Primeiro ligue seu computador principal e esperar ele carregar. Depois que ele estiver pronto e você estiver logado, abra o Internet Explorer ou Firefox (dependendo do browser que você usar) e digites os números “192.168.0.1” ou “192.168.1.1” dependendo do roteador que você tiver.
    3. Agora você precisa localizar a aba que diz “Attached Devices” ou algo semelhante. Ela irá mostrar todos os computadores conectados ao seu roteador e aqueles que foram recentemente anexados ao seu roteador. Isso vai lhe dar a opção de remover essa pessoa de seu roteador. Mas isto só irá desligá-la por algum tempo …
  1. Agora você precisa definir uma senha em seu roteador para impedir que as pessoas nunca sejam capazes de obter acesso a sua internet novamente. Para fazer isso, vá para a aba “segurança” ou “setup”, e escolha ” WEP key” ou “WPA-PSK“. Se você tiver a que eu coloquei em negrito, escolha ela, pois é mais seguro. Agora defina uma chave que você vai se lembrar e anote-a imediatamente! Antes de fazer qualquer outra coisa, isso vai desligar temporariamente seu wireless, e para voltar com ele, você precisará configurar seu wireless com a senha que digitou. Então clique em “Aplicar” ou “Salvar” e seu roteador será reiniciado.
  2. Faça esta parte depois de ter se desconectado. Dê um duplo clique no ícone pequeno do wireless no canto inferior direito. Deve haver um X na frente dele, selecione sua rede wireless, digite sua senha, e então confirme-a novamente. Depois disso você deve estar conectado e estará a salvo de qualquer um que tentar roubar seu wifi!

Fonte: http://www.comofazertudo.com.br/computadores-e-internet/como-saber-se-algu%C3%A9m-est%C3%A1-roubando-seu-wi-fi

 
 

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

Como saber se tem alguém roubando minha conexão Wi-Fi? – I

Uma das maiores comodidades que a conexão wireless trouxe para os usuários é a possibilidade de acessar a internet em qualquer lugar (shopping, cafés, lojas, mercados) sem a necessidade de cabos conectados aos aparelhos. O resultado disso é o acesso facilitado a informações e muito mais mobilidade para as pessoas.

Com a popularização da conexão sem fio, não demorou muito para que os mais diversos aparelhos passassem a oferecer suporte à Wi-Fi. Com isso criou-se, entre os usuários, a necessidade de ter um roteador wireless em casa.

O problema é que assim como você consegue se conectar em redes em fio de um shopping, por exemplo, pode ser que o seus vizinhos também estejam conectados à sua rede, “roubando” sua banda ou acessando pastas e arquivos.

Como descobrir se tem alguém utilizando sua internet sem o devido consentimento? Abaixo você confere algumas dicas e soluções para não deixar que nenhum “trombadinha” de Wi-Fi atrapalhe sua navegação na internet e comprometa sua segurança.

Luzes do roteador

Embora esse não seja um método muito preciso ou recomendado, ele pode ser útil para um primeiro diagnóstico, rapidamente indicando se há alguém roubando sua internet. Ele consiste basicamente em analisar as luzes do seu roteador.

Normalmente esses aparelhos possuem luzes que indicam o tráfego pela rede. Essas luzes piscam de acordo com a quantidade de dados que está sendo transferido pelo roteador. Para usar esse método é preciso desligar todos os aparelhos com conexão wireless da casa e verificar se a luz de tráfego continua piscando.


Fonte da imagem: Divulgação / D-Link

Caso o LED indicativo pisque freneticamente mesmo com todos os aparelhos com conexão sem fio desligado, as chances de ter alguém utilizando sua internet é grande. Porém, antes de tomar medidas mais drásticas, utilize um dos outros métodos apresentado neste artigo para ter certeza.

Lista de aparelhos

A central de configurações do roteador pode ser muito útil para verificar se tem algum aparelho não autorizado conectado à sua rede. O endereço IP para acesso à central de configurações é diferente para cada tipo de roteador. Uma maneira de descobrir qual IP acessar é utilizando o prompt de comando.

Pressione o atalho “Win+R” e, na tela que aparecer, digite “cmd”. Agora, na linha de comando, digite “ipconfig” e procure pela linha “Gateway Padrão”. Normalmente o IP indicado nessa linha é aquele que dá acesso às configurações do roteador.

Procure pelo Gateway Padrão

Uma vez que você tenha o endereço de IP em mãos, digite-o na barra de endereços do seu navegador, insira o nome de usuário e senha de acesso ao roteador e aguarde até que a tela de configuração carregue.

Novamente, os roteadores são diferentes uns dos outros, então, em cada fabricante e modelo a lista de dispositivos conectados é encontrada em um lugar diferente. Porém, as empresas seguem um padrão de nomenclatura. Dessa forma, para encontrar a relação de aparelhos reconhecidos na rede, procure por opções como “Device List”, “Attached Devices” ou “My Network”.

Lista de dispositivos presentes conectados ao roteador

As listas normalmente fornecem o MAC address e o endereço IP dos aparelhos conectados. Compare os dispositivos presentes na relação com os eletrônicos que você possui em casa e que permitem acessar a internet. Ao final da comparação, caso tenha sobrado algum item na lista, pode ser que ele combine com a placa wireless do seu vizinho.

Monitorando através de software

Caso você não queira acessar as configurações do roteador para descobrir se alguém está usando sua internet indevidamente, é possível utilizar aplicativos desenvolvidos exclusivamente para o monitoramento da rede.

Para gerenciamento, monitoramento e segurança de redes sem fio, duas boas opções de programas são o Zamzom Wireless Network Tool Basic Version e WiFi Manager, ambos gratuitos e de fácil utilização.

O monitoramente da rede, de uma forma geral, pode ser feito utilizando programas como o BitMeter, Wireshark, NetWorx e muitos outros. Com eles, você pode acompanhar o tráfego de dados na rede e verificar se o fluxo de informações não está maior do que deveria. Alguns deles, inclusive, permitem que você veja quais dispositivos estão consumindo mais banda.

Se estiverem roubando internet, o que fazer?

E se você chegar à conclusão de que realmente estão usando sua internet sem a devida permissão, o que fazer? A primeira atitude é proteger sua rede, inserindo senhas e filtros de acesso.

Calma, resolva tudo na paz!

Um dos melhores métodos de proteção é filtrar o acesso por meio do MAC address das placas. Como o endereço físico dos dispositivos funciona como se fosse uma impressão digital, ou seja, é único, portanto, limitar o acesso à rede por meio deles é uma ótima opção.

Outra alternativa é trocar as senhas para WPA2-AES, que é mais segura do que as demais. Trocar a senha em si também pode ser uma solução. Vale lembrar que uma boa senha é composta por números, letras e caracteres especiais, além de não terem ligação alguma com a vida pessoal do usuário.

Todas as dicas para criar filtros baseados em MAC address, criar boas senhas e melhorar a segurança da sua rede doméstica podem ser encontrados nos artigos abaixo.

Agora é só investigar e tomar as devidas providências para que ninguém acesse sua rede e prejudique sua navegação na internet.

 
Deixe um comentário

Publicado por em fevereiro 25, 2012 em Dicas Diversas, Windows 7, Windows XP

 

Tags: , ,

Alterar pesquisa na barra de endereço do Firefox

Cada vez mais as barras de endereço dos browsers deixam de ser o local onde vamos escrever o endereço a aceder para se tornarem um verdadeiro centro de acção de onde se pode fazer uma miríade de acções.

Desde aceder ao endereço que pretendemos, e que é a sua principal função, até à pesquisa em motores de busca, passando pela navegação no histórico. Como seria de esperar, não nos devemos limitar às opções padrão e devemos por isso, poder alterar, neste caso, qual o motor de busca que pretendemos usar.

Hoje vou explicar-vos como alterar o motor de busca que a barra de endereço do Firefox usa. Até porque existem aplicações que alteram o motor de busca sem pedir a autorização ao utilizador.

E foi precisamente isso que me aconteceu. Passei de uma pesquisa no Google para uma pesquisa no Yahoo sem ninguém me ter pedido autorização! Foi também isso que me levou a descobrir como alterar esta pesquisa.

Mas e como dar a volta a isso? Nada que o Google não resolva. Mas não pude pesquisar via barra de endereço. Até porque foi para isso que ela foi criada.

Depressa encontrei a solução e vi que bastava alterar um parâmetro da configuração do Firefox.

E eis como o fazer. Basta na barra de endereço colocar famoso about:config seguido de um Enter.

Leiam com atenção o aviso para que entendam os riscos inerentes ao que estão prestes a fazer e que se devem limitar ao essencial. Carreguem então no botão “Serei cuidadoso, prometo!“.

Coloquem então a palavra keyword.URL no filtro.

Devem ficar com a entrada referente ao keyword.URL. Façam duplo clique para poder editar essa entrada.

Na nova caixa que vos aparece alterem o endereço lá colocado para o endereço pretendido. Eis alguns exemplos

Cliquem em OK e fechem esse separador.

Para testar basta abrir um novo separador e escrever o que se pretende pesquisar. No final, carreguem na tecla Enter e deverá aparecer a página do vosso motor de busca preferido, com a pesquisa pretendida.

Deixo-vos aqui o endereço que é enviado pelo Firefox quando o tiram da caixa e começam a usar. Serve para reverterem o processo caso se arrependam:

 
Deixe um comentário

Publicado por em fevereiro 25, 2012 em Dicas Diversas, Windows 7, Windows XP

 

Tags: , , , ,